terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Blá Blá

Bom,Terça-feira, 20 de janeiro de 2009. Posse de Barack Obama. Nada mais adequado do que escrever sobre essa "onda Obama".Desde que ele apareceu como candidato a presidência norte americana, não se fala em outra coisa a não ser "Barack Obama".Tenho lido muitos artigos sobre o então presidente americano e a maioria são sobre possíveis coisas que poderão vir a ocorrer no
governo de Obama.Muitas especulações do tipo:"Será que ele vai conseguir evitar a Grande Depressão2?","Que posição tomará em relação à guerra do afeganistão que permeia há 7 anos?", "Qual será a posição dos EUA em Israel?".

Bom, isso não leva a nada.Pra mim, o dever dos artigos tanto nos jornais como em revistas, é conscientizar a pessoa que está lendo de determinado assunto e informar acima de tudo. Como diz um velho amigo"Jornalista não é pra ficar fazendo suposições,isso é coisa de fofoqueirinho de esquina".Enfim, artigos inúteis do tipo:"Primeira dama socorre a moda dos EUA","Vem do Havaí o estilo zen do presidente eleito","Posse pode ajudar turismo no Quênia" e etc.
O que eu tenho a ver com isso?O que isso modifica a minha vida?a sua vida?Nada.Absolutamente nada.

Jornais gastam um caderno inteiro falando só sobre Barack Obama.Aí eu me pergunto: Será que eles fariam um caderno especial falando sobre a exploração da mão de obra infantil? Ou sobre a pobreza no Brasil?Ou até mesmo sobre a questão da mulher na sociedade?Das dificuldades enfrentadas pelos deficientes físicos no dia-a-dia?Não, eles não fariam...Eles preferem ficar filosofando em tornos de assuntos sem respostas, só pra mostrar o quão cultos são ou como dominam bem a lingua portuguesa.Lastimável.É bom ressaltar que apesar da "banda podre", ainda existem bons jornalistas, colunistas preocupados em consicentizar, em realmente mudar o mundo em que vivemos mas infelizmente não recebem o devido valor e atenção.

Bom, não tenho uma solução pra tal "problema", porque não sei se a maioria das pessoas pensam da mesma forma que eu.Enfim, é o que eu penso.E você?

Comentem!!!

Até.

Beijos=*

6 comentários:

Samantha V. disse...

Gooooshh
ahh tá lindooo o blooog
sério, continue :}
super informativoo

beijinhoos,
amo ;)

Giovane disse...

Quem ousa, corre o risco de ser criticado. Quem não ousa não se expõe, mas também não vai a lugar algum!

Muito bom o texto, ousado.

òtimo ponto de vista e alerta pra um bocado de jrnalisatas que querem ganhar dinheiro fácil escrevendo papinhos de bar...rs

Beijoo e boa sorte

continue assim!

felipe disse...

Concordo plenamente.No mundo em que vivemos notícias inúteis ganham muito mais leitores do que as que tentam instruir e levar conhecimento.A mídia cada vez se deteriora mais com babaquices que muitas vezes me fazem rir, mas é um riso que se mistura ao medo.Acredito eu, que essa situação é consequência e causa da tentativa de manipular a sociedade. Deixar o cidadão burro e acomodar seu poder crítico com falta de informação é um dos meios de se manter o controle.Enquanto nada mudar o "rebanho" estará em ordem.É a vida de gado do povo marcado.
Felipe Gonzalez

Rachel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rachel disse...

Concordo com o seu ponto de vista; bem observado.

Eu acredito que o papel principal da mídia que é o de informar e conscientizar a população vem sendo gradativamente desgastado e substituído por outras funções secundárias, como promover especulações que não necessariamente desenvolvem o senso crítico dos indivíduos.

Beijos, Renata

Jessy disse...

Como já tinha te dito me identifiquei com o seu ponto de vista.
Adorei o blog =)
beijos, Jéssica.

Postar um comentário